Notícias

Loading...

Água

A água é o principal constituinte do organismo (52% a 66% do peso do corpo) e é essencial para a vida.

Funções da água no organismo:

- Meio onde se dão todas as reacções do organismo, como por exemplo, a digestão;
- Transporta os nutrientes e os produtos resultantes do metabolismo;
- Regula a temperatura corporal;
- Interfere no funcionamento de todos os sistemas e órgãos.

Assim, uma desidratação continuada, ainda que leve, tem efeitos a longo prazo, nomeadamente a nível cardíaco, renal, respiratório e digestivo.

Recomendações:

1) Beba 1,5 a 2 litros (8 a 10 copos)  de água por dia.
2) Evite os refrigerantes! Contêm elevado teor de açúcares.
3) Saiba identificar a desidratação:
  • Sintomas: sede, urina de cor intensa e com cheiro, cansaço, dor de cabeça, perda de capacidade de concentração, atenção e memória.
4) Aumente a ingestão de líquidos nas seguintes situações:
  • Actividade física moderada;
  • Temperatura ambiental e altitude elevadas;
  • Doença acompanhada de febre, vómitos ou diarreia;
  • gravidez e aleitamento.
5) Redobre o cuidado com a hidratação no caso de crianças e idosos, grupos em que a capacidade de detectar o estado de desidratação e/ou responder aos seus sinais pode estar diminuída.

Fonte: Sodexo
* * *

ÁGUA É SAÚDE

Beber água de acordo com a indicação médica é uma forma de tratamento termal. Isto porque promove e estimula o equilíbrio metabólico e ajuda à regeneração funcional do organismo, tantas vezes afectado pelo stress da vida moderna.

NEM TODAS AS ÁGUAS COM GÁS SÃO IGUAIS

As águas em que o gás (CO2) é adicionado, podem não possuir o equilíbrio mineral e as propriedades benéficas para a saúde das captadas já com gás natural (águas minerais naturais gasocarbónicas). Mas, por falta de informação, normalmente ninguém faz essa distinção, pelo que ao consumo de água com gás tem sido associado um conjunto de ideias distorcidas.

Por exemplo, ao contrário do que se pensa:

Beber Água das Pedras não descalcifica.

Esse é um problema que diz apenas respeito às águas com gás hipomineralizadas, quando consumidas em excesso, uma vez que a baixa mineralização e o gás introduzido artificialmente podem ter esse efeito nos ossos. No caso das águas com gás bicabornatadas, com sódio ou cálcio, não só a descalcificação não acontece, como até existe um contributo para a reposição ou manutenção do cálcio nos ossos.

Por esta razão, as pessoas de idade, as mulheres em menopausa e as crianças - todas elas em situações de necessidade de repor ou reforçar a dose de cálcio do seu organismo - encontram nas águas bicabornatadas uma fonte adicional de sais minerais, a par de alimentos como o leite e seus derivados.

Beber Água das Pedras não engorda.

O anidrido carbónico é um gás existente na atmosfera e que todos os seres vivos produzem ao respirar. O gás presente em Pedras Salgadas é de origem natural, sem calorias, sendo apenas responsável por conferir à água características sensoriais e estéticas específicas, entre as quais o seu sabor agradável.

Os hipertensos também podem beber Água das Pedras.

Quando se trata de águas bicabornatadas, os estudos realizados até agora apontam no sentido das águas com gás poderem ser bebidas por pessoas com hipertensão ou com osteoporose. A sensibilidade da pressão arterial ao cloreto de sódio parece depender da conjunção de ambos, sódio e cloro.

Beber Água das Pedras não prejudica a saúde de quem tem problemas renais.

Desde que sejam bicabornatadas, as águas com gás podem ser bebidas sem receio. Na verdade, podem até ajudar a evitar as infecções urinárias, pois modificam o pH urinário, criando um ambiente desfavorável à multiplicação das bactérias. Quanto á formação de cálculos renais ("pedras no rim"), o cálcio que contêm, sendo absorvido pelo organismo, é utilizado por este e, portanto, não sobrecarrega os rins.

Beber Água das Pedras não faz mal ao estômago.

Pelo contrário, uma vez que se trata de uma água gasocarbónica, com acção protectora sobre a mucosa gástrica. As águas bicabornatadas, com sódio, cálcio, magnésio ou mistas, têm uma acção positiva sobre o estômago - uma acção digestiva e promotora da motilidade gástrica, acelerando e facilitando a digestão.

Pode beber-se Água das Pedras ao longo do dia.

Tal como para os alimentos, é importante a variação no tipo de águas. relembramos que, para que se atinja o recomendado, em termos das necessidades mínimas do organismo para uma correcta hidratação, são necessários cerca de 1,5 a 2 litros de água por dia. Por isso mesmo, não faz sentido estabelecer um limite máximo e consumo.

A Água das Pedras Levíssima é igualmente natural.

A Água das pedras Levíssima é exactamente igual à Água das pedras regular, com a diferença de lhe ter sido extraída parte do gás.

BENEFÍCIOS CIENTIFICAMENTE COMPROVADOS

Saúde Nutricional: Uma fonte indispensável de Sais Minerais

A água mineral é uma água proveniente da profundidade e com uma composição constante, podendo conter níveis significativos de sais minerais dissolvidos, que resultam das características das rochas que atravessa ao longo do seu percurso subterrâneo. Estes sais minerais conferem-lhe as características de um alimento e determinam, por vezes, acções benéficas sobre o organismo.

Saúde do Aparelho Digestivo: Terapia simples e abrangente para a Protecção Gástrica

A ingestão de água mineral, sobretudo de água oligomineral e bicabornatada, é frequentemente recomendada para tratar diversas perturbações do aparelho digestivo. Quer pela carbonatação natural, quer pela sua composição, a Água das Pedras, da qual destacamos o teor de bicabornato e o seu pH, pode auxiliar todo o processo de digestão, desde a prevenção de manifestações gastroesofágicas, contribuindo para o esvaziamento gástrico, à normalização da flora e do trânsito intestinais.


Saúde Óssea e Musculosquelética: Isotonia. Hidratação e Recuperação

O sistema músculosesquelético representa cerca de 45% do peso do corpo humano. Quando fragilizado ou cansado, estudos comprovam a importância de alguns minerais na sua recuperação. A água mineral natural gasocarbónica com uma concentração iónica elevada de sódio e bicabornato, cálcio e magnésio, determina um processo favorável de reidratação, em situações de desidratação, mais rápido do que a água pouco mineralizada. Este tipo de água pode, então, ter utilidade terapêutica na recuperação muscular, no equilíbrio hídrico do organismo e na absorção do cálcio.
Saúde Cardiovascular: Redução do Risco Cardiovascular

Estudos científicos, na área cardiovascular, demonstraram que as águas minerais gasocarbónicas naturais podem desempenhar um papel importante na redução da absorção lipídica pelo organismo, contribuindo para a melhoria da saúde cardiovascular global em adultos. A ingestão de águas bicabornatadas naturais, com um rácio bicabornato/sódio equilibrado, parece ser uma mais-valia quando associada a medidas dietético-farmacológicas tendentes à normalização dos parâmetros lipídicos.

COMO IDENTIFICAR AS DIFERENTES ÁGUAS COM GÁS PELO RÓTULO

"Naturalmente gasosa"
"Reforçada com gás natural"
ou
"Gasocarbónica"
o teor de gás carbónico tem origem na nascente

..............
 "Gaseificada" - o gás carbónico é artificial
..............

Em caso de dúvida, fale com o seu Médico ou Nutricionista

Fonte: Água das Pedras
* * *